Calendário de Pagamento INSS 2016 - Como Receber o Benefício

By // 2 comentários:
Calendário de Pagamento INSS 2016 - Você que é aposentado, pensionista ou segurado que recebe qualquer benefício pago pelo INSS (Instituto Nacional de Seguro Social), não pode deixar de estar atento ao calendário de pagamentos INSS 2016.

Todo o inicio de ano, o Calendário de pagamento INSS é divulgado para que os benefíciados possam consultar a data de pagamento do benefício.

O beneficiado do INSS pode escolher consultar todos os meses o calendário do INSS 2016, ou consultar a tabela completa do INSS para saber a data de pagamento em todos os meses de 2016.

Pagamento INSS 2016

O critério utilizado para consulta continua sendo o mesmo, ou seja, para saber a data de pagamento do seu benefício, basta verificar o último número do cartão de benefícios do INSS e conferir a data correspondente no calendário do INSS 2016.

Caso a data do calendário caia em um feriado ou fim de semana, o pagamento passa para o próximo dia útil.

Calendário de Pagamento INSS 2016

Consultar o calendário de pagamento INSS 2016, pode ajudar na organização de sua vida financeira, pois com ele, é possível saber a data exata que você irá receber o benefício, por isso, resolvemos compartilhar o calendário de pagamentos do INSS 2016 logo abaixo.

calendário pagamento INSS 2016

Como Receber Pagamento INSS 2016

O pagamento INSS é destinado a aposentados, pensionistas e para todos que por algum motivo recebem benefícios da Previdência Social ou da Assistência Social (LOAS).

A Caixa Econômica Federal é o banco responsável pelo pagamento INSS 2016, e para receber o benefício, o beneficiado deve se dirigir a uma agência da Caixa, casas lotéricas ou autoatendimento e efetuar o saque através do cartão do benefício.

Para os beneficiados que possuem conta na Caixa Econômica, o benefício pode ser creditado automaticamente em conta poupança ou corrente.

Agora você já sabe que as datas de pagamento do INSS 2016 são definidas através do calendário divulgado nesse artigo, por isso, fique atento.

Consultar PIS 2016 online

By // 2 comentários:
Consultar PIS 2016 online -  Fazer a Consulta do PIS 2016 online de forma rápida e ganhar tempo com isso é tudo o que você queria saber nesse momento de correria, certo? Então saiba que esses serviços online estão ai justamente para isso, para lhe atender melhor, e dar agilidade, portanto, não deixe de conferir mais informações a respeito disso.

O PIS - Programa de Integração Social - ou também conhecido como Abono Salarial, é um beneficio pago aos trabalhadores de áreas que se encaixem no programa. O benefício é pago anualmente, mais ainda sim existem varias restrições para que você possa receber é preciso se enquadrar nas seguintes exigências: 5 anos ou mais cadastrado no PIS, você deverá ter trabalhado 30 dias no mínimo com base no ano que você irá receber o benefício (nova regra); ter recebido no mínimo dois salário mínimo e ter apresentado corretamente a RAIS - Relação Anual de Informações Sociais.
Consultar PIS 2016 online

Consultar PIS 2016 online

O trabalhador que tem direito a sacar o PIS pode conferir todas as informações sobre a data e o valor do benefício na internet e de forma gratuita. Para a consulta, é necessário ter em mãos o número do PIS e senha de cadastro na página.

Através do site da Caixa Econômica Federal, é possível consultar PIS 2016 de forma online. Para consultar seu PIS, assim como o FGTS ou o Seguro Desemprego, é necessário acessar o endereço da página de cadastro do site da Previdência Social, neste link

(https://sisgr.caixa.gov.br/portal/internet.do?segmento=CIDADAO)

Veja também:


ABONO SALARIAL DO PIS

Para Consultar PIS 2016 pela internet é simplesmente a maneira mais prática de consultar a data de pagamento do seu benefício.

A consulta das datas de pagamento do Abono pode ser feita em agências bancárias da Caixa Econômica Federal PIS. Para isso, você precisa ter em mãos o seu cartão do cidadão em um documento de identidade com foto. Ao comparecer a uma agência da caixa, dirija-se aos caixas de atendimento pessoal portando essa documentação e solicite as informações sobre datas de pagamento do seu PIS.

Para ter direito ao PIS 2016, o trabalhador precisa:

  • Estar cadastrado no PIS há pelo menos cinco anos;
  • Ter recebido remuneração mensal média de até dois salários mínimos durante o ano-base;
  • Ter exercido atividade remunerada para Pessoa Jurídica, durante pelo menos 30 dias, no ano-base, ou seja, 2015;
  • Ter seus dados informados pelo empregador (Pessoa Jurídica) corretamente na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

CONSULTAR EXTRATO E SALDO

É direito de todo trabalhador realizar a consulta do PIS gratuitamente. Esse processo de consulta do próprio benefício é livre, sem nenhum custo e pode ser realizado de diversas maneiras, tanto pela internet, quanto pelo telefone.

Para consultar extrato e saldo do PIS, basta acessar o endereço: https://sisgr.caixa.gov.br/portal/internet.do?segmento=CIDADAO, inserir o número de seu PIS e sua senha. Caso ainda não tenha uma senha cadastrada basta inserir o número de seu PIS, a senha desejada e clicar em “cadastrar senha”.

Também é possível consultar o saldo do PIS pelo SAC Caixa pelo telefone 0800 726 0101.

Para consultar informações sobre Abono Salarial e Quotas do PIS e realizar saques dos benefícios a que tem direito, você precisa do Cartão do Cidadão.

Para ter acesso ao cartão do cidadão, é necessário que o trabalhador esteja cadastrado no PIS/PASEP, no Número de Inscrição Social (NIS) ou no Número de Inscrição do Trabalhador (NIT).

Agora que já sabe como Consultar PIS 2016 e outros benefícios sociais, fica mais fácil saber quando o pagamento estará disponível, o melhor que poderá fazer isso de casa, sem precisar enfrentar filas.

CARTÃO CIDADÃO

O Cartão do Cidadão facilita o seu acesso aos serviços dos benefícios sociais e trabalhistas. Ele pode ser usado em todos os canais de pagamento autorizados pela CAIXA, presentes em todos os municípios brasileiros.

Se você possui algum benefício social ou trabalhista para receber e ainda não tem o Cartão do Cidadão, solicite pelo telefone 0800-726-0207 ou em qualquer Agência da CAIXA.

Vale lembrar que para consultar saldo ou extrato de FGTS; saldo de quotas ou rendimentos do PIS; quem tem direito ao abono salarial e ao seguro-desemprego, não é necessário o uso do Cartão do Cidadão. Esses serviços podem ser feitos diretamente no site da CAIXA.


Descobrir número do PIS

By // Nenhum comentário:
Descobrir número do PIS -  São contribuintes do PIS as pessoas jurídicas de direito privado e as que lhe são equiparadas pela legislação do Imposto de Renda, inclusive empresas prestadoras de serviços, empresas públicas e sociedades de economia mista e suas subsidiárias, excluídas as microempresas e as empresas de pequeno porte submetidas ao Simples Nacional (Lei Complementar 123/2006).

Para receber direitos trabalhistas como PIS/PASEP, Seguro Desemprego e FGTS, é necessário saber o número do PIS. Esse número pode ser facilmente encontrado na Carteira de Trabalho na última folha nas carteiras mais antigas ou se sua Carteira de Trabalho é mais nova esse número fica na página da foto.

Muitos trabalhadores desconhecem esse número ou não encontram o mesmo na carteira de trabalho, para isso existem algumas soluções como o site do DATAPREV ou as agências da Caixa Econômica Federal, vamos entender mais um pouco sobre o PIS.
Descobrir número do PIS

PIS, COMO FUNCIONA

O Programa de Integração Social (PIS) foi criados pelo governo federal em 1970, com o objetivo de promover a integração dos trabalhadores na vida e no desenvolvimento das empresas, viabilizando melhor distribuição da renda por meio de benefícios como o Abono Salarial e o Seguro-Desemprego. O PIS é destinado aos que atuam no setor privado.

Sem o cadastro do PIS, o trabalhador não pode receber benefícios como o próprio PIS, o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e o Seguro-Desemprego.

Normalmente, o cadastro é feito na empresa, pelo próprio empregador, o que facilita a vida do funcionário e da empresa também, que ao executar essa tarefa já fica com tudo em dia e tem acesso à documentação mais rápido.

Os valores do PIS são considerados por muitos trabalhadores como o 14º salário. Equivale a um salário mínimo que é pago de forma proporcional com os meses trabalhados e é pago conforme o calendário anual estabelecido pelo CODEFAT. Para recebê-lo é preciso estar cadastrado pelo menos cinco anos, além de ter sido informado corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais). 

Para o pagamento do PIS 2016 foi feito uma alteração do no valor a receber, antes bastava trabalhar 30 dias e já teria direito ao pagamento de um salário minimo, agora mudou, o valor será proporcional ao tempo de trabalho. Se trabalhou 1 mes o calulo será baseado neste período e assim sucessivamente

COMO DESCOBRIR O NUMERO DO PIS

O DATAPREV é uma empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social, ela é responsável pela Gestão de Base de Dados Sociais Brasileiros. No site do DATAPREV é possível ficar sabendo do número do PIS, acesse o link: http://www.dataprev.gov.br/servicos/cadint/cadint.html

Não se esqueça de ter em mãos os números do CPF e Carteira de Identidade ou outro documento de identificação como CTPS ou CNH.

Outro meio de se obter o número do PIS é através do cartão cidadão da Caixa Econômica, pois o número deste cartão é o mesmo número da inscrição do PIS. E caso você não tenha o Cartão Cidadão, você deverá ir a qualquer agência da Caixa Econômica Federal, munidos de seus documentos de identificação e solicitar que um atendente lhe ofereça essas informação.

COMO E ONDE RECEBER O PIS

O trabalhador deve ser cadastrado pelo empregador no ato de sua primeira admissão, ou seja, no seu primeiro emprego, e uma única vez. O cadastramento do PIS pode ser feito em qualquer agência da Caixa Econômica Federal.

Os trabalhadores inscritos no PIS podem sacar o abono nas agências da Caixa Econômica Federal e, os que tiverem o Cartão Cidadão, com senha cadastrada, podem fazer o saque em Lotéricas, Caixa de Autoatendimento e postos do Caixa Aqui.

O pagamento pode ser realizado também pelas seguintes maneiras:

- Por crédito em conta, quando o trabalhador possui conta corrente ou poupança na Caixa;

- Nos caixa eletrônicos, nas Casas Lotéricas e nos Correspondentes Caixa Aqui utilizando o Cartão do Cidadão;

- Em agência da Caixa, apresentando o número do PIS e um documento de identificação.

Novas regras do PIS 2016

By // 2 comentários:
Novas regras do PIS 2016 - O Abono Salarial é um direito de todo trabalhador, ele é liberado anualmente aos cadastrados no PIS que cumpram os requisitos previstos em lei. O pagamento é efetuado conforme cronograma estabelecido pelo Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador e divulgado pela CAIXA.

As novas regras do PIS 2016 que entraram em vigor no dia 28 de fevereiro de 2015 não servem para o calendário do PIS 2015. Segundo a Medida Provisória 665/2014, publicada no Diário Oficial da União em 30 de dezembro de 2014, as mudanças nas regras visam regular o pagamento dos benefícios, deixando mais severas as regras.

As novas regras do PIS começam afetar os trabalhadores a partir do pagamento do abono salarial do PIS 2016. O pagamento pode ser realizado, por crédito em conta, quando o trabalhador possui conta corrente ou poupança na Caixa; nos caixa eletrônicos, nas Casas Lotéricas e nos Correspondentes Caixa Aqui utilizando o Cartão do Cidadão; também em agência da Caixa , apresentando o número do PIS e um documento de identificação.

Novas regras do PIS 2016

O período de pagamento do PIS é definido anualmente no início do exercício financeiro no mês de julho de cada ano. O valor do Abono Salarial não sacado durante o período de pagamento não poderá ser recebido em outras datas, esse mesmo valor será devolvido ao Fundo de Amparo ao Trabalhador – FAT.

PIS 2016,  quem tem direito

Com o surgimento destas novas regras do PIS 2016, será necessário que o trabalhador comprove:
  • Pelo menos 5 anos de cadastro nos Programas PIS ou PASEP;
  • Vínculo empregatício de ao menos 30 dias ininterruptos de atividade remunerada no ano anterior ao pagamento do benefício;
  • Recebimento de até dois salários mínimos médios de remuneração no período trabalhado.
  • Ter seus dados informados pelo empregador (Pessoa Jurídica) corretamente na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).
  • Pagamento proporcional ao tempo de trabalho, o valor será calculado na proporção 1/12 avos.
O Abono Salarial equivale a um salário mínimo e o pagamento é efetuado conforme calendário anual estabelecido pelo CODEFAT. Temos que lembrar que no PIS 2016, o pagamento proporcional ao tempo trabalhado. Ou seja, trabalhou 3 meses recebe 3/12 do salario mínimo; trabalhou 4 meses recebe 4/12 do salário mínimo, e assim por diante. Podemos observar as mudanças que vão afetar vários trabalhadores a partir do pagamento do PIS 2016.

A unica mudança foi em relação ao valor do PIS, que antes era pago um salário mínimo a todos os trabalhadores que trabalhassem ao menos 30 dias, agora o valor será proporcional ao tempo trabalhado. Se trabalhou 1 mês, irá receber o valor do salário minimo dividido por 12 meses.

Quem não tem direito ao PIS 2016

Para receber o Abono Salarial, o trabalhador deve ter carteira assinada com empresa registrada em CNPJ, registros feitos por pessoa física não dá o direito de receber o PIS 2016. Não podem pedir o abono salarial os seguintes trabalhadores:
  • Trabalhadores urbanos vinculados a empregador Pessoa Física;
  • Trabalhadores rurais vinculados a empregador Pessoa Física;
  • Diretores sem vínculo empregatício, mesmo que a empresa tenha optado pelo recolhimento do FGTS;
  • Empregados domésticos;
  • Menores aprendizes.
Porém vão existir alguns casos que o trabalhador, mesmo com carteira assinada por pessoa jurídica, não terá o direito ao recebimento do abono salarial do PIS 2016, como nos casos:
  1. Trabalhador NÂO cadastrado há pelo menos 5 anos pelo PIS; 
  2. Quem recebeu em 2015 mais de 2 salários mínimo em média; 
  3. Quem trabalhou menos de 30 dias; 
  4. Quem não teve seus dados informados CORRETAMENTE na RAIS de 2015. 
Outras informações sobre o Abono Salarial podem ser obtidas pelo Atendimento Caixa ao Cidadão – 0800 726 0207 ou em qualquer Agência da Caixa.
​​

RAIS 2016, quando enviar

By // 2 comentários:
RAIS 2016, quando enviar? - A entrega da RAIS 2016 é obrigatória para todos os estabelecimentos em território nacional. Podemos dizer que a RAIS é uma obrigação instituída pelo Governo para que as empresas declarem os vínculos empregatícios, é um censo anual do mercado formal de trabalho.

Baseado nas informações obtidas com a RAIS, o governo pode fazer análises acerca do emprego no Brasil. Com o envio da RAIS 2016 também é possível fazer o pagamento do PIS/PASEP, seguro-desemprego, FGTS, vários benefícios sociais que dependem do envio desta Relação.

O que é RAIS

A RAIS - Relação Anual de Informações Sociais - é o documento responsável por fornecer dados trabalhistas para os órgãos do governo. Foi decretado no final do ano de 1975 pelo governo federal para fazer coleta dos dados dos contribuintes de todo o país e serve para manter o controle das ações trabalhistas e suas estatísticas.

Quem deve estar declarando a RAIS

A entrega do RAIS 2016 deve ser entregue por:
  • Inscritos no CNPJ, com ou sem empregados;
  • Todos os empregadores, conforme definidos na CLT;
  • Pessoas jurídicas de direito privado;
  • Empresas individuais, inclusive as que não possuem empregados;
  • Cartórios extrajudiciais e consórcios de empresas;
  • Empregadores urbanos pessoas físicas (autônomos ou profissionais liberais);
  • Órgãos da administração direta e indireta dos governos federal, estadual ou municipal;
  • Condomínios e sociedades civis;
  • Empregadores rurais pessoas físicas;
  • Filiais, agências, sucursais, representações ou quaisquer outras formas de entidades vinculadas a pessoas jurídicas domiciliadas no exterior.
Um dos requisitos para ter direito ao Abono Salarial do PIS é a entrega do RAIS 2016 com informações corretas por parte do empregador ao Ministério do Trabalho. O envio tardio ou com informações erradas pode causar atraso no pagamento do PIS ao trabalhador e multa ao empregador prevista no art. 25 da Lei nº 7.998, de 1990, a ser cobrada em valores monetários a partir de R$ 425,64, acrescidos de R$ 106,40, por bimestre de atraso, contados até a data de entrega do Rais, além de R$ 26,60 por empregado não declarado ou por prestar informação falsa ou inexistente, conforme Art. 2º e 3º, Portaria GM/MTE 014/2006, alterada pela Portaria nº 688/2009.

RAIS 2016, quando enviar

Por isso quando o empregador não entrega a declaração no prazo legal com as informações solicitadas pelo Ministério, ele prejudica seu empregado, pois o mesmo não terá direito ao Abono Salarial que é pago anualmente pelo MTE, somente aos trabalhadores informados na RAIS.


RAIS 2016, quando enviar

A entrega da RAIS 2016 normalmente acontece entre os meses de janeiro a março do ano-base de entrega. O dia da entrega do RAIS 2016 com ano-base 2015 é entre 19 de janeiro a 18 de março de 2016, sem data de prorrogação, conforme Portaria nº 269, de 29 de dezembro de 2015, publicada no Diário Oficial em 30 de dezembro de 2015. A entrega atrasada pode comprometer o pagamento do PIS 2015/2016 ao trabalhador. Os dados coletados pela RAIS constituem expressivos insumos para atendimento das necessidades:
  • Da legislação da nacionalização do trabalho;
  • De controle dos registros do FGTS ;
  • Dos Sistemas de Arrecadação e de Concessão e Benefícios Previdenciários;
  • De estudos técnicos de natureza estatística e atuarial;
  • De identificação do trabalhador com direito ao abono salarial PIS/PASEP.
O estabelecimento com vínculo empregatício, deverá utilizar obrigatoriamente o Programa Gerador de Declaração RAIS (GDRais2015) para declarar e fazer a transmissão pela internet.

Já o estabelecimento sem vínculo empregatício deve declarar a RAIS Negativa e deverá informar apenas os campos que identificam o mesmo, podendo, para tanto, utilizar-se dos programas GDRais2015 ou RAIS Negativa Web. Em 2013 foram informados ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) um total de 75,3 milhões de vínculos empregatícios, enviados por 8,4 milhões de estabelecimentos em todo país. A expectativa para o ano de 2016 é que nove milhões de estabelecimentos informem a RAIS, totalizando 77 milhões de vínculos empregatícios.


PIS 2016-2017

By // 7 comentários:
O PIS 2016-2017 traz novas regras que afetam muitos trabalhadores. Foi alterado o pagamento do abono salarial do PIS adotada pelo governo em 2015 por conta do ajuste fiscal. Em 2016, para ter direito ao valor de um  salário mínimo do benefício, é necessário que o trabalhador tenha trabalhado os 12 meses em 2015, isso porque o PIS será pago de forma proporcional ao tempo trabalhado. Muito parecido com as regras do pagamento do 13º salário.

Vamos entender?

As novas regras do PIS 2016-2017 foram alteradas pela medida provisória 665/2014 e entraram em vigor no dia 28 de fevereiro de 2015. O Calendário do PIS 2015 não foi afetado por estas regras, mas já no Calendário do PIS 2016-2017 já estará valendo. Antes de falarmos do PIS 2016-2017 vamos entender o que significa as siglas PIS, as formas de recebimento do PIS, as novas regras do PIS 2016-2017 e os valores que cada trabalhador irá receber em 2016.

O que é o PIS

O PIS é o Programa de Integração Social e é destinado aos trabalhadores de empresa privada. O pagamento do abono salarial PIS é feito pela Caixa Econômica Federal.

PIS 2016/2017

O PIS é um direito trabalhista que tem como objetivo integrar o trabalhador na vida e no desenvolvimento social da empresa. É preciso consultar e verificar o calendário de pagamento do Abono Salarial e dos Rendimentos do PIS, pois essa data de recebimento varia de acordo com o mês do aniversário do trabalhador.

Formas de recebimento do PIS

Depois de identificado o direito de receber o PIS 2016-2017 e verificar a data de recebimento, o trabalhador poderá usar algumas formas para receber o abono salarial, que são:
  • Por crédito em conta, quando o trabalhador possui conta corrente ou conta poupança na Caixa;
  • Em agência da Caixa, apresentando o número do PIS e um documento de identificação.
  • Quem possui o Cartão Cidadão e sabe a senha do cartão pode efetuar o saque nos caixa eletrônicos da Caixa, Correspondentes Caixa Aqui e Lotéricas.
São mais de 4 mil pontos de atendimento espalhados por todo o Brasil. Mais de 15 mil correspondentes Caixa Aqui.​ Mais de 13 mil lotéricas. Encontre uma Agência da Caixa perto de você acessando o site por aqui:

Novas regras do PIS 2016-2017

Algumas foram às mudanças para o pagamento do PIS a contar do ano de 2015 que serão válidas para o ano de 2016. Vamos acompanhar o que mudou.
Quem tem direito ao PIS 2016-2017:
  • Ser cadastrado no PIS há 5 anos; (não mudou)
  • Tenha trabalhado por 30 dias consecutivos com carteira assinada em 2015 
  • Tenha recebido até dois salários mínimos (não mudou)
  • Dados informados na RAIS 2015 (não mudou)
  • Valor será proporcional ao tempo de trabalho

Valor PIS 2016/2017

Para consultar PIS 2016-2017 pela internet, basta acessar o site da caixa, ou poupar tempo clicando aqui.
  • Coloque o numero do NIT (PIS)
  • Use a Senha da internet.
Caso não tenha uma senha cadastrada, clique no botão ‘cadastrar senha’ e siga os passos, que são bem simples, para depois voltar a consulta do PIS. Outra opção para consultar o PIS 2016 é pelo Canal de atendimento ao Cidadão, chamado Caixa Cidadão, através do numero 0800 726 0207. Para fazer esta consulta é necessário que você esteja com o numero do PIS e um documento de identificação em mãos.

>> Novas regras do PIS 2016

PIS 2016/2017

A parte ou fração superior a 15 dias trabalhados será considerada como mês integral pelas regras do PIS 2016. O Abono Salarial não recebido pelo trabalhador durante o exercício de pagamento em que for disponibilizado, não poderá ser sacado no exercício subsequente, tendo em vista que os recursos são devolvidos ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) a cada encerramento de exercício de pagamento.

>> Consultar PIS 2016 

Com essas novas regras o governo pretende economizar com o pagamento do PIS 2016-2017, pois muitos trabalhadores não receberão um salário mínimo integral como nos anos anteriores e sim o valor referente aos meses trabalhados, reduzindo os gastos com o pagamento deste abono salarial.


Consultar Saldo PIS 2016

By // 5 comentários:
Consultar Saldo PIS 2016 - O Abono Salarial PIS 2016 será pago somente aos trabalhadores que atenderem os critérios estabelecidos pelo Ministério do Trabalho e Emprego. O PIS - Programa de Integração Social - é um programa criado pelo Governo Federal e tem como finalidade promover a integração do empregado, na vida e no desempenho das empresas.

A tabela do PIS 2016 sofreu uma alteração e será paga entre o mês de Julho e o mês de Março. As datas de pagamento do Abono Salarial serão estabelecidas através do Calendário PIS 2016. Esse calendário é divulgado normalmente em Maio de cada ano, pela Caixa Econômica Federal, e contém todas as datas de pagamento que serão feitas durante o ano, é aconselhável Consultar Saldo PIS 2016 logo quando a data do aniversário estiver se aproximando, pois em algumas situações fazemos um planejamento e acaba saindo outro, por conta de atrasos e até mesmo antecipação.

PIS 2016/2017

Em 2016 o trabalhador somente terá direito ao benefício do Abono Salarial se:
  • Exerceu atividade remunerada por três meses ininterruptos com carteira assinada, no ano anterior (na regra anterior, o trabalhador tinha direito com apenas 30 dias de atividade remunerada).
  • O Abono Salarial também será pago de maneira parcial, proporcional aos meses trabalhados, e não mais integral.
  • No caso de receber o PIS 2016 para pensão por morte, a nova regra exige pelo menos 24 meses de contribuição do segurado (na regra anterior, não havia determinação de período mínimo).
Consultar PIS 2016

A grande mudança é em relação ao valor do PIS, que antes era pago um salário mínimo e agora o valor será proporcional ao tempo trabalhado.

Quem tem direito ao PIS 2016

 Para receber o PIS 2016, o cidadão precisa:
  • Ter inscrição no PIS há mais de 5 anos. A inscrição no Programa é feita, na maioria dos casos, no momento em que se faz a carteira de trabalho;
  • Precisa ter trabalhado no ano anterior pelo menos por 30 dias ininterruptos de atividades remuneradas no ano anterior ao pagamento do benefício;
  •  A média de todos os seus salários, no ano anterior, não pode exceder 2 salários mínimos mensais;
  • A empresa para qual prestou serviço precisa ter, necessariamente, entregue a relação de trabalhadores (RAIS) ao Ministério do Trabalho e Emprego informando seu nome no quadro de funcionários.

Consultar saldo PIS 2016

Hoje em dia é possível Consultar Saldo PIS 2016 pela internet e também pelo telefone, sem precisar sair de casa. Antes de acessar a página de consulta do Saldo do PIS, você irá precisar de alguns documentos, como: Número do PIS; Cartão do Cidadão; Senha do Cartão Cidadão e RG. Qualquer pessoa que possua um número NIT/PIS/PASEP poderá efetuar a consulta do Saldo do PIS online, bastando somente fazer o devido cadastro no site da caixa ou seguir esse atalho. Para Consultar Saldo PIS 2016 pelo telefone o número é 0800 726 0207, de segunda á sexta das 8 horas ás 22 horas. Nos sábados está aberto das 10 horas ás 16 horas.

Como Sacar o PIS

Para sacar o valor do PIS 2016 você precisa verificar as datas de pagamento no calendário e ir á uma agência da Caixa com o seu RG e o Número do PIS. Se você tiver o Cartão Cidadão e a sua senha, esse resgate do abono poderá ser feito nas agencias da Caixa; nas lotéricas ou posto de atendimento do Caixa Aqui. Se você tem conta corrente ou conta poupança ou mesmo conta Caixa Fácil, a Caixa pode antecipar o pagamento do benefício por meio do crédito.

Também há a disponibilização do crédito diretamente no contracheque daqueles trabalhadores cujos empregadores firmaram o convênio Caixa PIS-Empresa. Lembrando que o PIS é pago apenas para trabalhadores com carteira assinada por empresas, ou seja, registrado em CNPJ, a empregada doméstica não tem direito a receber o abono salarial 2016 pela regra atual. 

Apesar de a profissão de doméstica já possuir legalização permitindo até que a trabalhadora tenha carteira assinada, ela não tem direito ao benefício, pois quem assina a carteira nesse caso é uma pessoa física.

Tecnologia do Blogger.